domingo, dezembro 27, 2015

CULTURando por aí... Férias de Natal 2015

“CULTURando por aí…” é um programa que decorre em todas as pausas letivas. 

Constituído por um vasto conjunto de atividades lúdico-pedagógicas, este programa pretende colocar os jovens perante desafios que os levem a pensar, sentir e atuar de forma criativa. Durante este programa, as crianças realizam visitas, oficinas de trabalho, jogos lúdico-pedagógicos e outras experiências estimulantes a nível cognitivo.

A primeira semana já acabou! Mas na próxima semana estamos cá novamente, para mais um conjunto de atividades para os mais novos.

Aqui ficam alguns momentos da primeira semana. 


Pode ver mais fotos aqui

sábado, dezembro 26, 2015

"Volta ao Mundo em muitos chapéus" no 8ª Avenida | 19 de dezembro

Desde sábado, dia 05 de Dezembro, o Museu da Chapelaria tem patente no Centro Comercial 8ª Avenida, em S. João da Madeira, uma pequena mostra alusiva à exposição temporária “Volta ao Mundo em muitos Chapéus” e oficinas para toda a família.

No dia 19 de dezembro foi assim… Usando a tradicional técnica do origami, as famílias tiveram pela frente o desafio de criar e adornar o chapéu do seu herói favorito.

Contamos consigo já na próxima semana, dia 2 de janeiro, entre as 15h00m e as 18h00m, no piso 0, em frente à Loja do Gato Preto.

Visite-nos e divirta-se com as diversas atividades que temos para si e para os mais pequeninos.

quinta-feira, dezembro 24, 2015

Encerramento do Museu

Informa-se que amanhã, 25 de dezembro, o Museu da Chapelaria irá estar encerrado.
Aproveitamos para lhe desejar a um Bom Natal e um ótimo 2016. 

A "Árvore dos... Chapéus"

A Árvore de Natal do Museu da Chapelaria já se encontra completa!
Desde 2005 que o Museu da Chapelaria tem vindo a desenvolver o projeto "Árvore dos... chapéus". 
Este projeto desafia os participantes a construir chapéus dos mais variados tamanhos e modelos utilizando, para o efeito, materiais utilizados no dia a dia e cuja reutilização dá azo a estes belíssimos e criativos trabalhos. 
Neste ano participaram as seguintes escolas: 
Abrigo Infantil das Laranjeiras
JI dos Ribeiros
JI de Devesa Velha 
Venha espreitar a nossa Árvore dos Chapéus e aproveite para conhecer melhor as exposições do Museu da Chapelaria!
Esperamos por si.

CULTURando por aí... Férias de Natal 2015

video
Os meninos e meninas do CULTURando por aí... Férias de Natal 2015, desejam-lhe um Feliz Natal! Na próxima semana o CULTURando continua, com mais atividades criativas e muitos momentos de alegria.
O Museu da Chapelaria está aberto hoje, 24 de dezembro, em horário normal de funcionamento. Aproveite para comprar os seus últimos presentes. Venha conhecer os nossos produtos na loja do Museu.
Esperamos por si. 

Pode ver mais momentos do CULTURando por aí... Férias de Natal 2015 aqui.

quarta-feira, dezembro 16, 2015

O Museu da Chapelaria deseja-lhe...

Mais um ano se aproxima do fim!

Ao longo dos últimos 12 meses e no ano em que comemoramos o nosso 10º Aniversário, partilhamos consigo exposições, workshops e oficinas, espetáculos, conferências, posts, likes e fotografias, e muitos projetos.
Comemoramos consigo dias especiais. Passamos as nossas férias consigo. Encontramo-nos aos sábados no programa "família no museu".
Trocamos correspondência. Partilhamos informações e emoções. Trabalhamos lado-a-lado!

Foram 12 meses de muito trabalho mas também de risos, alegria e muita cumplicidade.
Por todos os momentos que pudemos viver consigo, o nosso muito obrigado.


Para 2016 esperamos poder fazer mais e fazê-lo melhor mas, sobretudo, esperamos poder continuar a contar com a sua presença amiga. 

terça-feira, dezembro 15, 2015

INSCRIÇÕES ABERTAS | CULTURando por aí... Férias de Natal 2015

Relembramos que as inscrições para o CULTURando por aí... Férias de Natal 2015, que começa já nesta sexta-feira, dia 18 de dezembro, ainda estão abertas. 
Inscreva o(s) seu(s) filho(s) numas férias de Natal diferentes e recheada de atividades pensadas especialmente nos mais novos.
PROGRAMA
18 DE DEZEMBRO | Museu da Chapelaria
Mensagem de Natal | Oficina criativa
Em contagem decrescente… para o dia mais mágico do ano! | Oficina criativa

21 DE DEZEMBRO | Biblioteca Municipal
“Certa noite num estábulo” de Guido Visconti | Oficina de leitura
Oficina de escrita criativa
Biblio-Paper
Móbil de estrelas

22 DE DEZEMBRO | Museu da Chapelaria
Cai neve no meu desenho! | Oficina de artes plásticas
Recheios Surpresa | Oficina de artes plásticas

23 DE DEZEMBRO | Museu da Chapelaria
Chapeleiros Gulosos | Oficina de culinária
Esta é a minha marca! | Oficina criativa

28 DE DEZEMBRO | Biblioteca Municipal
Baú de histórias | Oficinas de exploração dramática
Histórias com Origami | Oficina de leitura
Oficinas de Origami | Oficina criativa
Caixinha de presentes | Oficina de artes plásticas

29 DE DEZEMBRO | Museu da Chapelaria
Eu no Cubo | Oficina criativa
Volta ao Mundo em Muitos Chapéus | Visita + jogo de exploração pedagógica da exposição temporária “Volta ao Mundo em Muitos Chapeús

30 DE DEZEMBRO | Museu da Chapelaria
Bubble Blower Painting!!! O que será? | Oficina de pintura criativa
2016 em grande estilo! | Oficina criativa

Para mais informações contacte-nos através dos telefones 256 201 680/2 ou pelo e-mail museu.chapelaria@gmail.com
Para ter acesso à ficha de inscrição aceda aqui.

9ª edição | CONCURSO ESCOLAR "A minha escola adota um museu, um palácio, um monumento…"


Já se encontra a decorrer uma nova edição do concurso escolar "A minha escola adota um museu, um palácio, um monumento...".

Esta iniciativa é dirigida a alunos dos ensinos básico e secundário, promovida conjuntamente pela Direção-Geral da Educação (DGE), no âmbito do Programa de Educação Estética e Artística, e pela Direção-Geral do Património Cultural (DGPC). 
O seu objetivo é estimular o conhecimento da realidade museológica e patrimonial nacional, através do contacto das escolas com os museus e consequente sensibilização para a conservação, proteção e valorização do património cultural. 
Considerando que o conhecimento do património cultural constitui uma importante experiência educativa, facilitadora da integração das crianças e dos jovens na comunidade, torna-se pertinente proporcionar às escolas e aos museus uma oportunidade de desenvolverem ou de reforçarem a cooperação neste domínio. 

O concurso escolar “A minha escola adota um museu, um palácio, um monumento...” consiste na elaboração de trabalhos criativos a partir de testemunhos dos Museus e Palácios que integram a Rede Portuguesa de Museus ou dos Monumentos tutelados pela DGPC. 
Os trabalhos premiados apresentados a concurso serão objeto de avaliação por um júri e de apresentação final em exposição num museu ou palácio que integre a Rede Portuguesa de Museus ou num monumento tutelado pela DGPC.

A entrega dos trabalhos (portefólios contendo os trabalhos para apreciação) deverá ocorrer nos museus, palácios ou monumentos com os quais se colaborou até ao dia 31 de março de 2016. 
A primeira fase de avaliação dos trabalhos será efetuada pelos serviços educativos dos museus, palácios ou monumentos e decorrerá de 4 a 8 de abril. 
A avaliação dos trabalhos pelo Júri Nacional decorrerá entre os dias 18 e 23 de abril, sendo que a divulgação dos resultados decorrerá a partir do dia 2 maio nos sítios da internet da DGE e da DGPC. 
A Entrega de Prémios e Exposição dos Trabalhos Premiados decorrerá num museu ou palácio tutelado pela DGPC, a indicar, no dia 18 de maio de 2016. 

Consulte o regulamento aqui.

domingo, dezembro 06, 2015

"Volta ao Mundo em muitos chapéus" chega ao 8ª Avenida | 05 de dezembro

Desde sábado, dia 05 de Dezembro, o Museu da Chapelaria tem patente no Centro Comercial 8ª Avenida, em S. João da Madeira, uma pequena mostra alusiva à exposição temporária “Volta ao Mundo em muitos Chapéus”.
Esta exposição, que pode ser vista na íntegra no Museu da Chapelaria, permite fazer uma grande viagem cultural e social até aos cinco continentes do Mundo levando o visitante a entrar em contacto com a maravilhosa diversidade cultural que constitui a Humanidade e que é, verdadeiramente, o seu maior património.
Paralelamente, o Museu irá desenvolver todos os sábados, entre as 15h e as 18h, um conjunto de atividades lúdico-pedagógicas (gratuitas) em torno do tema central da exposição. As atividades decorrem no piso zero do Centro Comercial (frente à loja do Gato Preto).
Visite-nos e divirta-se com as diversas atividades que temos para si e para os mais pequeninos.
Veja aqui os momentos do primeiro sábado...

Para ver mais fotografias aceda aqui

quarta-feira, dezembro 02, 2015

"Volta ao Mundo em muitos chapéus" chega ao 8ª Avenida


A partir do próximo sábado, dia 05 de Dezembro, o Museu da Chapelaria terá patente no Centro Comercial 8ª Avenida, em S. João da Madeira, uma pequena mostra alusiva à exposição temporária “Volta ao Mundo em muitos Chapéus”.
Esta exposição, que pode ser vista na íntegra no Museu da Chapelaria, permite fazer uma grande viagem cultural e social até aos cinco continentes do Mundo levando o visitante a entrar em contacto com a maravilhosa diversidade cultural que constitui a Humanidade e que é, verdadeiramente, o seu maior património.
Paralelamente, o Museu irá desenvolver todos os sábados, entre as 15h e as 18h, um conjunto de atividades lúdico-pedagógicas (gratuitas) em torno do tema central da exposição. As atividades decorrem no piso zero do Centro Comercial (frente à loja do Gato Preto).
Visite-nos e divirta-se com as diversas atividades que temos para si e para os mais pequeninos.


5 DE DEZEMBRO | Abertura da exposição e OFICINA “O MEU CHAPÉU CONTA UMA HISTÓRIA”
A cartola, o chapéu de coco e o sombrero mexicano são chapéus que todos conhecemos, mas será que conhecemos a sua história? Com esta oficina as famílias vão descobrir os grandes segredos dos chapéus e criarem um chapéu à sua medida.

12 DE DEZEMBRO | OFICINA JOGO “COLECIONADORES DE PAÍSES”
Partindo da pequena coleção exposta, as famílias vão conhecer as histórias de alguns chapéus e identificar num mapa a sua origem. No final da oficina vão levar um mapa em ponto pequeno e respetivas fichas de chapéus, para continuarem a jogar em casa com os seus amigos!

19 DE DEZEMBRO | OFICINA “DE SAMURAIS A COWBOYS”
Usando a tradicional técnica do origami, as famílias terão pela sua frente o desafio de criar e adornar o chapéu do seu herói favorito.

2 DE JANEIRO | OFICINA “CABEÇAS DO MUNDO”
Inspirados na pequena coleção exposta, as famílias vão criar e decorar um chapéu típico de um país tendo em conta o seu uso, a sua forma e os materiais que o constituem.



UMA COLABORAÇÃO



segunda-feira, novembro 30, 2015

PROGRAMA FAMÍLIAS | 05 DEZEMBRO

No primeiro sábado de cada mês, reúna toda a sua família e venha ao Museu da Chapelaria descobrir segredos, desvendar mistérios e divertir-se com as diversas atividades que temos para si. Traga os seus filhos, pais, avós e amigos e passe um sábado “de se lhe tirar o chapéu” no Museu da Chapelaria.
05 de dezembro | Oficina de Natal
Aproxima-se o Natal e todos vamos querer construir as nossas próprias decorações. Com esta oficina as famílias irão produzir decorações de Natal que simbolizem os valores da família.
Esta atividade decorre em dois horários diferentes: 11h00 e 15h00.
Atelier para crianças entre os 5 e os 14 anos.
Atividade gratuita, mediante marcação prévia.

domingo, novembro 29, 2015

Festa de Aniversário no Museu

Ontem, 28 de novembro, a Beatriz veio festejar o seu 10º aniversário no Museu da Chapelaria. Mas não veio sozinha! Convidou os seus amiguinhos para se juntarem à festa.
Uma tarde cheia de sorrisos, gargalhadas, boa disposição e muita criatividade.
Depois de uma visita ao Museu, este simpático grupo realizou uma oficina, o “Pop Chapéu”, e o resultado está à vista.
Obrigado pela preferência.
As festas de aniversário no museu decorrem apenas aos sábados, entre as 14h30 e as 17h30, e destinam-se a crianças entre os 3 e os 14 anos.
Para mais informações, p.f. contacte o Museu da Chapelaria pelo 256 201 680/2 ou através do e-mail museu.chapelaria@gmail.com
Podem ver as restantes fotografias aqui.

sexta-feira, novembro 27, 2015

Ciência e Tecnologia no Museu da Chapelaria


substantivo feminino
Operação de feltrar


"feltragem", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://www.priberam.pt/DLPO/feltragem [consultado em 18-11-2015].

A feltragem, técnica com cerca de 7000 anos, dá origem a um tecido denominado feltro. Apesar de ter origem desconhecida, algumas civilizações e culturas reclamam o ato da sua criação, como a Suméria ou a Mongólia, havendo também algumas lendas, como a da Arca de Noé ou a de Santiago, que justificam a sua criação.

O feltro é um tecido não tecido uma vez que é formado através da compactação das fibras e não da sua tecelagem, podendo ser considerado um tecido natural ou sintético.

Para a criação de feltro natural usam-se fibras animais (lã, pelo de coelho, lebre ou castor) e a técnica manual ou industrial mas para o feltro sintético, criado industrialmente, usam-se fibras de poliéster, acrílico e polipropileno. Mas ambos têm aplicações muito vastas sendo usados na indústria da chapelaria, na têxtil, na automobilística, na de instrumentos musicais, na construção civil e, naturalmente, no artesanato. 

A feltragem pode, ainda, ser realizada através do método molhado, com agulhas (método seco), ou com a mistura de ambos. 

No método molhado, a aplicação simultânea de pressão, de fricção e de humidade (por vapor ou água quente) nas fibras naturais ajuda a dilatar os folículos e facilita o entrelaçamento das fibras. Este método é usado para criar objetos tridimensionais de grande dimensão e feltros em placa.

No método seco, agulhas muito aguçadas e com pequenas ranhuras, dispostas ao longo do seu eixo, são inseridas rápida e repetidamente nas fibras. O número da agulha, a forma da ponta e o ângulo das ranhuras determinam a precisão do trabalho que está a ser executado. 
Quando aplicado às fibras naturais, este método permite a criação de objetos tridimensionais de pequenas e de grandes dimensões.

A antiga Empresa Industrial de Chapelaria, Lda., hoje Museu da Chapelaria, especializou-se no fabrico industrial de feltros de lã, de pelo de coelho e de castor para a chapelaria, trabalho que exige o uso do método molhado e de mais de uma dezena de etapas até que o processo de feltragem possa ser dado como concluído.

Legenda da imagem | Imagens retiradas de https://livingfelt.wordpress.com/tag/needle-felted-bunny/ | https://www.pinterest.com/janweb4/sewing-projects-for-adults/ | https://s-media-cache-ak0.pinimg.com/236x/e4/00/93/e400931b739f02cbff801d196ba9836d.jpg | http://afflante.com/8737-joseph-lamp-collection-ludovic-roth-design-studio/ | http://curlybirds.typepad.com/curly-birds/2012/09/the-beginners-guide-to-felting-wet-felting-with-kids.html | http://feltingsupplies.livingfelt.com/Wet-Felting-Slippers-Kit_p_520.html | http://cover-magazine.com/picks/the-best-chairs-at-milan-design-week-2013/ | http://www.textileartist.org/category/interview/felt/page/2/

quinta-feira, novembro 26, 2015

À DESCOBERTA DO NOVO ANO | Projeto Educativo Municipal 2015/2016

O Museu da Chapelaria dá as boas-vindas a todas as crianças que este ano iniciam mais uma etapa na sua vida: a entrada para a escola!

A oficina “Um chapéu para a Péu” destina-se às crianças dos Jardins de Infância de S. João da Madeira e pretende dar a conhecer a história da Péu, a menina que habita no Museu.
O Jardim de Infância dos Ribeiros e o Jardim de Infância das Travessas já decoraram os chapéus que vão oferecer à Péu quando a forem visitar. 

Criatividade não faltou e o resultado é este:
Pode ver as restantes fotos aqui.

Ciência e Tecnologia no Museu da Chapelaria



tin·gir - Conjugar
(latim tingo, -ere, banhar, molhar, colorir)

verbo transitivo
1. Meter ou molhar em tinta, alterando a cor
2. Colorir

verbo pronominal3. Tomar certa cor

"tingimento", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://www.priberam.pt/DLPO/tingimento [consultado em 11-11-2015].


O tingimento de têxteis é um dos fatores-chave no sucesso comercial das indústrias têxteis.

Para além da beleza das tonalidades e padrões criados, o cliente-consumidor exige que este produto tenha também um elevado grau de fixação da cor em relação à luz, à lavagem e à transpiração.

Este método, que data de cerca de 3.000 a.C., traduz-se numa ação química onde o uso de corantes, auxiliados por mordente e produtos auxiliares, vai alterar de forma permanente a cor das fibras têxteis. Esta ação pode ser realizada através de uma solução ou, então, por dispersão.

É só em 1856 que surge, de forma acidental e pela mão de William Perkin, o primeiro corante sintético, a anilina púrpura. Até este período eram usados corantes naturais, extraídos de plantas como o pau-brasil (vermelho), o açafrão (amarelo), a anileira (azul), o campeche (roxo e preto) a urzela (púrpura) ou de animais, como a cochonilha (vermelho).

Os mordentes, usados para fixar a cor à fibra e dando-lhe maior durabilidade e resistência aos elementos externos, também eram de origem vegetal, animal e até mineral. Ao longo dos tempos usaram-se os mais extravagantes produtos como urina, leite de búfalo e até azeite rançoso mas, o mais popular, foi o ácido tânico, extraído da noz de galha.

O método de tingimento é diferente de fibra para fibra uma vez que, tendo características únicas, são exigidos corantes, mordentes e fórmulas específicos para cada uma.

Também na indústria de chapelaria, o sector de tinturaria era considerado um dos mais importantes para o sucesso do negócio. Na antiga Empresa Industrial de Chapelaria, Lda., hoje Museu da Chapelaria, foi criado um amplo laboratório equipado já com maquinaria específica, onde eram criadas, quantas vezes em grande segredo, as preciosas fórmulas para o tingimento dos feltros.

Legenda da imagem | Imagens retiradas de https://commons.wikimedia.org/wiki/File:43_Reseda_luteola_L.jpg | https://sejagreen.wordpress.com/tag/corantes/ | http://corlaland.blogspot.pt/2013/11/carmin-de-quermes-o-cochinilla.html | https://www.flickr.com/photos/heart-break-house/3385743707 | http://iranpazirik.com/htmls/indigo.htm | https://no.wikipedia.org/wiki/Bl%C3%A5tre | http://www.hipernatural.com/es/pltalazor.html | http://www.prota4u.org/protav8.asp?p=Bixa+orellana | http://www.pantareiwater.com/images/Immagine1---WTP_crop.gif |http://www.ictioterm.es/nombre_cientifico.php?nc=208 | http://www.dsource.in/gallery/gallery-0139/index.html

quarta-feira, novembro 25, 2015

INSCRIÇÕES ABERTAS | CULTURando por aí... Férias de Natal 2015

“CULTURando por aí…” é um programa que decorre em todas as pausas letivas. 
Constituído por um vasto conjunto de atividades lúdico-pedagógicas, este programa pretende colocar os jovens perante desafios que os levem a pensar, sentir e atuar de forma criativa. Durante este programa, as crianças realizam visitas, oficinas de trabalho, jogos lúdico-pedagógicos e outras experiências estimulantes a nível cognitivo.
O programa decorre em instituições culturais da cidade, em diferentes períodos do dia, cruzando várias valências e dando oportunidade a que os participantes desenvolvam e descubram novas competências e desenvolvam relações afetivas com as instituições culturais.
Pretende-se ainda, com este programa, estimular e desenvolver hábitos de consumo e fruição cultural desde a mais tenra idade.
Para mais informações e inscrições contacte o Serviço Educativo do Museu da Chapelaria através do 256 201 682 ou pelo email museu.chapelaria@gmail.com.
visite-nos na nossa página do facebook: https://www.facebook.com/pages/Museu-da-Chapelaria/
Poderá, ainda, solicitar a ficha de inscrição na receção do Museu.
Inscrições no Museu da Chapelaria até ao dia 15 de Dezembro.

Ciência e Tecnologia no Museu da Chapelaria


substantivo feminino
1. Pelo do carneiro e de outros animais
2. Tecido feito de lã
3. [Por extensão] Cotão, lanugem
4. Carapinha

"lã", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, http://www.priberam.pt/dlpo/la [consultado em 10-11-2015].

Proveniente de carneiros, ovelhas, borregos e cordeiros, a lã é formada por milhares de fibras cilíndricas de espessura fina, com um perfil ondulado e diferentes qualidades. Cada fibra é formada por uma ponta, só existente nas da primeira tosquia, por um eixo preenchido por células dispostas em espiral e por uma raiz, com um bolbo para o desenvolvimento de novas células.

Considerada a fibra animal mais resistente, a lã é um ótimo elemento isolador devido às suas moléculas de queratina, tem grande poder de absorção podendo embeber até 50% do seu peso, é elástica, é resistente à tração e torção e tem grande capacidade aderente sendo, por isso, usada na indústria têxtil, de chapelaria, automóvel, de isolamentos, de calçado e muitas outras.

A sua cor pode variar entre vários tons que vão do branco, amarelo, castanho, cinzento e preto até às mesclas mas, quanto mais escura for a cor da fibra, menor será a sua qualidade.

Em Portugal, a lã provém de diferentes raças espalhadas por todo o país como a Bordaleira, a Campaniça, a Churra, a Mondegueira, a Saloia ou a Serra da Estrela, mas é a raça Merino a que fornece a melhor lã, caracterizando-se por ter fibras muito finas, frisadas e de toque suave. 

Em 1914, a antiga Empresa Industrial de Chapelaria, Lda., hoje Museu da Chapelaria, ganhou grande destaque por ser a única em S. João da Madeira a deter o monopólio de produção e comercialização do chapéu feito de lã merino e que, à época, era mesmo chamado de “chapéu da moda”.

Legenda da imagem | imagens retiradas de http://www.wisegeek.com/what-is-wool-carpet.htm | http://textileacademia.com/natural-fiber/wool-fibre/ | http://www.motherearthnews.com/diy/home/basic-alum-mordant-recipe-ze0z1312zbla.aspx | http://modernfarmer.com/2013/12/sheep-find-sheep-dreams/delaine-merino/ | http://textilebd-yarn.blogspot.pt/2012/02/macro-and-micro-structure-of-wool-fiber.html | http://www.archiexpo.it/prod/sheep-wool-insulation/product-105007-1010777.html | http://www.torbandreiner.com/online-shop-1/millinery-supplies/hoods/felt-hoods/fur-felt/fur-felt-capelines


terça-feira, novembro 24, 2015

Ciência e Tecnologia no Museu da Chapelaria



con·for·ma·dor |ô|
(latim conformator, -oris)

adjectivo
1. Que conforma

substantivo masculino
2. Aquele que conforma
3. Aparelho de chapelaria que determina a conformação exacta da cabeça

"conformador", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, http://www.priberam.pt/dlpo/conformador [consultado em 10-11-2015].


O conformador é um instrumento de medição de precisão, utilizado na indústria da chapelaria, para fabrico de chapéus rígidos, como a cartola ou o chapéu de coco.
Criado por volta de 1843, por Ally e Ailé Maillard, chapeleiros franceses, conta-se que terá sido usado inicialmente pela Frenologia (pseudociência que estudava a estrutura do crânio para aferir a personalidade e a criminalidade de uma pessoa) mas, rapidamente, foi adaptado à chapelaria.

No escritório da antiga Empresa Industrial de Chapelaria, Lda., hoje Museu da Chapelaria, o conformador era peça indispensável tendo aferido a forma e medidas exatas da cabeça de centenas dos seus clientes mais prestigiados.

Ao colocar o conformador na cabeça do cliente, tal como se de um chapéu se tratasse, este ajustava-se automaticamente à cabeça perfurando, num pequeno pedaço de papel situado no topo, a dimensão exata da medida e do formato da cabeça.
O papel era, depois, recortado pelas perfurações e colocado no centro do formilho, ajustando-se as hastes às extremidades do papel e bloqueando-as, com a ajuda de uma chave conseguindo-se, desta forma, recriar o tamanho e o formato exato da cabeça do cliente.
Chegando o chapéu ao sector da apropriagem, o apropriagista coloca o formilho no interior da copa e trabalha o feltro com o ferro quente garantindo que aquele ganhe as mesmas dimensões da cabeça do seu futuro dono.

Legenda da imagem | Conformador, formilho e chave MIC-000521-F | molde de cabeça – MIC-0008926-D | imagem de homem com conformador retirada de http://lumberjocks.com/projects/88319 | imagem de conjunto de moldes retirado de http://www.houseofninesdesign.com/2011/04/oh-joy-my-conformateur.html

Desafio “Um Museu cheio de Ciência”

A Semana da Ciência e da Tecnologia, promovida pela Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica e pelo Pavilhão do Conhecimento, pretende proporcionar ao público oportunidades de observação científica e de contacto pessoal com especialistas de diferentes áreas do conhecimento. 
Este ano o Museu da Chapelaria também se associa a esta iniciativa, abrindo as suas portas a todos os que desejam contactar de perto com o mundo do saber e do conhecimento, envolvendo o público nas visitas temáticas e oficinas, especialmente preparadas para este tema.
O Desafio “Um Museu cheio de Ciência”, é uma das muitas atividades que temos para si. 
Entre os dias 24 e 29 de novembro, os visitantes e amigos do Museu da Chapelaria são desafiados a descobrir vários segredos guardados entre estranhas máquinas e ferramentas que outrora fizeram chapéus para todo o mundo. Durante esta visita o participante é ainda desafiado a registar em fotografia tudo aquilo que lhe pareça extraordinário. As fotografias e os comentários dos participantes serão posteriormente colocados no facebook, blog e instagram do Museu da Chapelaria, onde pretendemos partilhar publicamente as descobertas científicas dos nossos visitantes.
Fotografias | máx. 10 fotos
Visita livre ao Museu da Chapelarias ou visita guiada mediante agendamento prévio.

sábado, novembro 21, 2015

22 DE NOVEMBRO | DIA DE DAR UMA VOLTA

É verdade. Este dia existe mesmo e para o celebrarmos convidamos todos a saírem de casa e virem dar uma grande volta ao Mundo visitando a nova exposição temporária do Museu da Chapelaria.
Intitulada “Volta ao Mundo em Muitos Chapéus”, a mais recente exposição do Museu da Chapelaria convida todos os visitantes a apreciarem chapéus dos cinco continentes. Enquanto objeto cultural, o chapéu é também um importante símbolo e ícone da diversidade cultural da humanidade, representando os mais variados códigos sociais, culturais e religiosos que afirmam por sua vez a multiplicidade cultural de que somos feitos.
É neste contexto que aproveitamos para o convidar a visitar o Museu da Chapelaria. Traga os seus familiares e amigos e tenha um domingo diferente.
A entrada no Museu é gratuita entre as 10h30m e as 12h30m.

sexta-feira, novembro 20, 2015

Semana da Ciência e da Tecnologia | 24 a 29 de novembro

A Semana da Ciência e da Tecnologia, promovida pela Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica e pelo Pavilhão do Conhecimento, pretende proporcionar ao público oportunidades de observação científica e de contacto pessoal com especialistas de diferentes áreas do conhecimento.        
Este ano o Museu da Chapelaria também se associa a esta iniciativa, abrindo as suas portas a todos os que desejam contactar de perto com o mundo do saber e do conhecimento, envolvendo o público nas visitas temáticas e oficinas, especialmente preparadas para este tema.
Para esta semana o Museu da Chapelaria tem o seguinte programa:

24 a 28 de novembro
Ao longo de todo o dia | Visita temática “ FELTRO. O tecido-não-tecido”
O feltro é um complexo tecido-não-tecido porque não precisa de teares para ser tecido. Esta visita temática leva o visitante a descobrir a intrincada forma de produção da matéria-prima de um chapéu.
Duração | aprox. 60 minutos
Visita mediante marcação prévia.

24 a 29 de novembro
Ao longo de todo o dia | Desafio “Um Museu cheio de Ciência”
Entre os dias 24 e 29 de novembro, os visitantes e amigos do Museu da Chapelaria são desafiados a descobrir vários segredos guardados entre estranhas máquinas e ferramentas que outrora fizeram chapéus para todo o mundo. Durante esta visita o participante é ainda desafiado a registar em fotografia tudo aquilo que lhe pareça extraordinário. As fotografias e os comentários dos participantes serão posteriormente colocados no facebook, blog e instagram do Museu da Chapelaria, onde pretendemos partilhar publicamente as descobertas científicas dos nossos visitantes.
Fotografias | máx. 10 fotos
Visita livre ao Museu da Chapelarias ou visita guiada mediante agendamento prévio.

24 a 28 de novembro
Ao longo de todo o dia | Visita + Oficina “ as cores que nascem”
Com esta visita e oficina pretende-se trabalhar, de forma aprofundada, o tema da cor, a sua composição e as técnicas de tingimento usadas para dar cor aos feltros.
Duração | aprox. 60 minutos
Oficina mediante marcação prévia.

28 de novembro
Visita temática “Eu ainda sou Chapeleiro!”
Pela voz, mãos e experiência de antigos chapeleiros da Empresa Industrial de Chapelaria para, os visitantes irão descobrir nesta visita especial as diferentes técnicas utilizadas para a produção de um chapéu de feltro.
Duração | aprox. 60 minutos
Visita mediante marcação prévia e para grupos mínimos de 10 pax.

Estas atividades são gratuitas mediante marcação prévia.
Esperamos por si!
Para mais informações ou inscrições contacte o Serviço Educativo do Museu pelo telefone 256 201 680/2 ou pelo e-mail museu.chapelaria@gmail.com.
Para saber mais sobre esta iniciativa consulte o link http://www.cienciaviva.pt/semanact/edicao2015/