domingo, junho 08, 2008

Chapéu do Mês: Fedora

.
video


O século XX foi um período de grandes revoluções sociais e culturais, e foi também o momento áureo dos grandes estilistas que provocaram constantes mudanças na moda à qual o chapéu não foi excepção. Da cartola e coco surgem novos modelos, mais pequenos, adaptáveis e de estilo citadino, como o Fedora.

Este chapéu surgiu em 1910, com a peça de teatro "Fedora" (1882, Victorien Sardou), cuja protagonista principal, a Princesa Fedora Romazova usava um novo modelo. Pela sua adaptabilidade torna-se símbolo de elegância, afirmação pessoal e parte obrigatória do traje de negócios enquanto que novas variantes surgiam, como o “Gangster" usado por algumas das maiores mentes criminosas como Bugsy Siegel ou Al Capone.

O Fedora marcou presença nas mais diversas áreas, do teatro ao cinema, à música e à banda desenhada, surgindo no filme Casablanca (1942), nas histórias de Indiana Jones e de Mick “Crocodile” Dundee; usado por artistas como Frank Sinatra ou The Blues Brothers e imagem de marca de heróis da BD como Dick Tracy ou Clark Kent.

Entre a década de 60 a 90 cai em desuso provavelmente devido ao facto de John Kennedy, não ter usado chapéu, como deveria, na cerimónia para o seu juramento para presidente dos EUA. A partir da década de 90, a moda vive um período revivalista e o Fedora volta a ganhar vida.

Totalmente renovado, de estilo moderno e urbano, é elemento essencial de apreciadores dos estilos musicais Hip-Hop e Pop, sendo, uma vez mais, imagem de marca de artistas como Run DMC, P. Diddy, Snoop Dogg, Justin Timberlake, Madonna, Britney Spears ou Carlos Santana. É um chapéu de estilo urbano, arrojado e moldável pelo que qualquer um o pode personalizar de acordo com o seu próprio estilo... é como que usar um novo modelo todos os dias

Sem comentários: